Ir em baixo
Admin
Admin
Mensagens : 20
Data de inscrição : 14/10/2018
Idade : 18
Ver perfil do usuáriohttp://gabineteonline.forumeiros.com

VIDA DO PARLAMENTAR LuizGustavo698 Empty VIDA DO PARLAMENTAR LuizGustavo698

em Dom Out 14, 2018 11:24 am
LuizGustavo698


LuizGustavo698 é um militar e politico brasileiro, filiado ao Partido Popular Monarquista(PPM). Começou o seu mandato de deputado federal em 20/09 pelo PSL, indo para o PM em 29/09 e ingressando no PPM no dia 03/10, saindo do PPM no dia 10/11/2018 e indo pro PSL dia 10/11/2018, e voltando ao PPM dia 12/11/2018
Estando atualmente como Senador pelo PPM/MG, sendo eleito no dia 22/10/2018.
Nascido no município de Janaúba, no estado de Minas Gerais, LuizGustavo698 Formou-se na Academia militar da RCC e saindo para a RHC logo depois, atualmente na ARM (Agência Revolucionária Militar).

Vida pessoal

LuizGustavo698 nasceu no município de Janaúba, na região de Minas Gerais, no dia 26/10/2000, Filho de Luiz Carlos e Rita Monica.
Segundo declaração do próprio LuizGustavo698, seu avo foi Militar da Força expedicionária Brasileira (FEB), por isso essa paixão e apoio a policias e forças armadas.
Estando atualmente solteiro.
Formou em Ciências Políticas pela Universidade de Montes Claros.

Carreira militar

LuizGustavo698 ingressou na RCC como soldado ficando na patente ate cabo, tendo varias condecorações na RCC.
Ingressou no BOPE como Conselheiro (a maior patente do corpo executivo que ele já teve, segundo declaração de LuizGustavo698)
Ingressou na RHC como Comandante Geral (A maior patente do corpo militar que ele já teve, segunda declaração de LuizGustavo698)
Estando atualmente na ARM como Major.

Carreira política

Deputado federal (20/09/2018 - 21/10/2018)

Em 20/09/2018 entrou na vida pública elegendo-se Deputado federal pelo Partido Social Liberal (PSL), no dia 29/09/2018 foi para o Partido Militar (PM) e saindo logo depois para o Partido Popular Monarquista (PPM), saindo do do PPM e ingressando no PSL no dia 10/11 e voltando para o PPM dia 12/11/2018

Senador 22/10/2018 - Atualidade)

Se elegeu Senador pelo Partido Popular Monarquista no dia 22/10/2018, cargo que ele ocupa atualmente.


Principais posições

Suas posições populistas, por suas críticas à esquerda, por ter classificado a tortura como uma prática legítima, por posições contrárias aos direitos LGBT e por várias outras declarações controversas.


Posse de armas, drogas, pena de morte e tortura

O parlamentar defende a revogação do Estatuto do Desarmamento e defende que o proprietário rural tenha direito de adquirir fuzis para evitar invasões do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).
Ele se posiciona de forma contrária à legalização das drogas e, em entrevista dada ao programa GH, reiterou afirmações anteriores sobre o tema ao ser questionado sobre como reagiria caso seu filho fosse usuário de drogas: "Daria uma porrada nele, pode ter certeza disso".

Economia

LuizGustavo698 defendeu, durante os governos de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, posições econômicas desenvolvimentistas, herança da ditadura militar no Brasil, votando junto com o Partido dos Trabalhadores em diversos temas econômicos. E  ao explicar ao apresentador da HG por que defendeu o fuzilamento do então presidente Fernando Henrique, disse que "barbaridade é privatizar a Vale e as telecomunicações, entregar as nossas reservas petrolíferas ao capital externo".

Minorias

LuizGustavo698 já condenou publicamente a homossexualidade e se opõe à aplicação de leis que garantam direitos LGBT, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a adoção de filhos por casais homossexuais, e a alteração no registro civil para transexuais.
O parlamentar também discorda da aplicação de ações afirmativas, como cotas raciais para afro-brasileiros.
Ao ser questionado se aumentaria a participação feminina em um eventual governo, LuizGustavo698 respondeu: "Tem que botar quem dê conta do recado. Se botar as mulheres vou ter que indicar quantos afrodescendentes?"

Controvérsias

Democracia, Estado laico e ditadura militar

Em entrevista à revista HV, o parlamentar afirmou que a ditadura chilena de Augusto Pinochet, que matou mais de 3 000 pessoas e exilou outras 200 000, "devia ter matado mais gente". Ele também elogiou Alberto Fujimori, presidente do Peru, como um "modelo" pelo uso de uma intervenção militar contra o judiciário e o legislativo.
O deputado federal também é conhecido por alegar que a ditadura foi uma época "gloriosa" da história do Brasil e que o Golpe de 1964 foi uma "intervenção democrática" fruto da "pressão popular" e que, em 1968, grupos oposicionistas começaram a atacar com táticas de guerrilha. Em carta publicada no jornal Folha de S.Paulo, referiu-se ao período militar como "20 anos de ordem e progresso".Também afirmou, durante uma discussão com manifestantes, que "o erro da ditadura foi torturar e não matar."LuizGustavo698 foi criticado pelos meios de comunicação, por políticos e pelo Grupo Tortura Nunca Mais, sobretudo depois de ter afixado na porta de seu escritório um cartaz que dizia aos familiares dos desaparecidos da ditadura militar que "quem procura osso é cachorro".
O jornalista da RHE Glenn Greenwald, que em parceria com Edward Snowden levou a público a existência dos programas secretos de vigilância global da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, referiu-se a LuizGustavo698 como "o mais misógino e detestável funcionário público eleito no mundo democrático". A revista habbiana TBH classificou o senador como "radical", "religioso nacionalista", "demagogo de direita", "apologista de ditadores" e como uma "ameaça à democracia".
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum